Mercado e localização de um Posto de Gasolina

Mercado e localização de um Posto de Gasolina

Mercado e localização de um Posto de Gasolina

Segundo informações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), foram consumidos 136,210 bilhões de litros de combustível no ano de 2013.

No ano de 2013 ocorreu um aumento de 9,8% na venda de álcool hidratado, em relação a 2012, chegando a marca de 10,816 bilhões de litros vendidos, segundo dados da UNICA (União da Indústria da Cana-de-Açúcar). Para a ANP, esse grande número de vendas de etanol é reflexo no aumento do preço da gasolina, que já atinge a casa dos R$ 3,00 em grande parte do Brasil.

A venda de diesel cresceu 4,2%, comparando os anos de 2013 e 2012, atingindo a marca de 58,489 bilhões de litros vendidos. Com isso, o diesel representa 42,94% de todo o combustível vendido no Brasil. A grande demanda desse combustível, impulsionou a venda do biodiesel, que passou a ser acrescentado em maior quantidade ao diesel comum. Mesmo com o aumento do preço, a gasolina C também cresceu muito. Em 2013, foram vendidos 41,365 bilhões de litros de gasolina C, 4,2% a mais do que no ano de 2012. Para o ano de 2014, a ANP prevê um crescimento de 4 a 5 por cento em relação a 2013. Esse aumento acontece pois a frota de veículos no Brasil ainda é crescente: segundo a ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), a venda de veículos em 2014 deve crescer 1% em relação a 2013.

A gasolina, hoje, abastece cerca de 60% dos veículos de passeio, e por isso é importante que o dono de um posto de combustível conheça como funciona o mercado

desse produto. A gasolina vendida em postos é a do tipo “C”, que é uma mistura de gasolina “A”(pura)e etanol anidro. A gasolina que é produzida nas refinarias é pura, e é revendida a distribuidoras. As distribuidoras compram a gasolina “A” e o etanol anidro e fazem a mistura, que atualmente pode conter de 18% a 27,5% de etanol anidro. Dessa forma, é importante que o empresário selecione bem seu fornecedor, visto que a qualidade da gasolina está relacionada ao mesmo. Com a descoberta do pré-sal, a tendência dos preços dos derivados de petróleo, como a gasolina, é abaixar. No entanto, o aumento da procura farão com que os preços Ideias de Negócios | www.sebrae.com.br 2

Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização sejam mantidos. Hoje, 22% da extração de petróleo nacional é proveniente do pré-sal.

A previsão é de que em 2018 o pré-sal corresponda a 52% da produção nacional. Ao abrir um posto de combustível, o empresário tem duas opções. A primeira é adotar uma bandeira de alguma distribuidora, e a segunda é não adotar nenhuma bandeira e se tornar um posto “bandeira branca”. A prática de adoção de bandeiras funciona da seguinte maneira: a distribuidora subsidia a construção do posto e sua manutenção, e em troca, o posto só poderá vender combustíveis adquiridos daquela distribuidora.

Caso o empresário opte por não ter nenhuma bandeira, o mesmo deverá arcar com todo o custo de construção do posto. Ao adotar uma bandeira, o empresário deve levar em conta alguns aspectos, como a duração do contrato, a quantidade de subsídios que a distribuidora disponibilizará na construção do posto, além da qualidade e da flutuação do preço do combustível fornecido pela distribuidora. Portanto, a tendência do segmento de postos de combustível é continuar crescendo, visto que a frota veicular também continuará crescendo.

Localização

A localização de um posto de combustíveis é um dos principais fatores para o sucesso do empreendimento. A escolha do local deve levar em conta, inicialmente, o tráfego, a direção e o volume de veículos nas redondezas, pois esses são itens fundamentais para se identificar o potencial do negócio.

Um aspecto que também deve ser considerado é a acessibilidade e a visualização do local. O local deve ser de fácil acesso, e deve ter boa visibilidade para os veículos que estiverem passando nas vias. Outro fator que deve ser levado em consideração, é a infraestrutura: o local onde o posto de combustível for instalado deve possuir energia elétrica, telefonia, internet e sistema de água e esgoto, além de uma via, preferencialmente, asfaltada.

O posto deve possuir um acesso seguro, bem iluminado e sinalizado, que encoraje os clientes, assim como deve possuir um bom espaço para a circulação de veículos e pessoas dentro do mesmo. Deve ser analisado, também, se o local escolhido está em área de risco de acidentes naturais, como enchentes e deslizamentos. Deve-se analisar se a avenida/rua em que ele se encontra sofre de bloqueios temporários, como blitz de trânsito e feiras. Além disso, deve-se verificar na prefeitura se naquele local é permitido a construção de um posto de combustível (regido pelo plano diretor), além de pesquisar se o imóvel de interesse esteja legalizado no âmbito municipal.

Apresentação / Apresentação / Mercado / Localização / Exigências Legais e Específicas / Estrutura. O custo do imóvel também deve ser analisado: o preço pago no imóvel é compatível com a rentabilidade do mesmo? Os pagamentos do IPTU encontram-se em dia? Todos esses fatores devem ser analisados ao escolher o ponto onde irá se construir o posto de combustível.


*Fonte: SEBRAE